Cabelo, maquiagem, cuidados…

Posts Tagged ‘protective style

Oi, people!

Como vai tudo por ai?

Passar um óleo natural nos cabelos é uma ótima manera de “selar” a hidratação e mantê-los hidratados por mais tempo. Explicando de maneira simples, quando você faz a sua hidratação ou utiliza o seu leave-in passar um óleo faz com que esses produtos hidratantes permaneçam no cabelo por mais tempo.

Para quem tem o cabelo quimicamente tratados ou do tipo 4C natural, acho indispehttps://i2.wp.com/www.lilmissysalons.com/images/products/essential-oil-for-the-hair315.jpgnsável o uso de um óleo ao menos 4 vezes na semana. Há várias opções de óleos no mercado, porém o melhor é evitar os minerais, mas há para todos os tipos e bolsos.

Um deles é o Essential Oils da Keracare. Eu uso esse faz muito tempo, há mais de dois anos e realmente adoro. Como vocês podem ver pela composição, há sete tipos de óleos diferentes. Assim que você tem uma combinação muito potente 😉

Ingredientes (tradução minha):

Óleo de semente de girasol, óleo de amendoim, óleo de ricino, óleo de coco, óleo de jojoba, óleo de sésamo, óleo de de Aloe e Vera, óleo de amêndoa, óleo de oliva, perfume,  Propylparaben, BHA.

Há várias coisas que adoro nesse óleo: a primeiro a é o cheirinho, muito parecido ao coco. Lembro que várias vezes ao usá-lo minhas amigas comentavam que meu cabelo estava cheirando bem.

Além disso, acho que passado na medida certa deixa o cabelo macio, não fica com aquele aspecto “engordurado”. Costumo caprichar nas pontas, principalmente durante os dias de muito calor ou de vento intenso, e percebo que dá uma boa ajudada a conservar a hidratação.

Outras das características desse óleo é que pode ser usado antes do secador ou chapinha. Realmente eu noto a diferença quando uso outros produtos, com Essential Oils o cabelo fica macio, com cara de bem cuidado… um cabelo que eu  chamaria Pantenene hahahaha

Agora sim, é necessário usá-lo com “moderação”. Lembro que algumas vezes exagerei na gotinha e o cabelo ficou “pesado”. Por isso na hora de usar, coloca primeiro uma gotinha, caso você acredite que faz falta mais, coloca um pouquinho. Pelo menos até você descubrir qual é a medida exata que você precisa.

Alguém teve alguma experiência com esse óleo? O que achou? Algum óleo parecido

Beijos e muito obrigada pela visita.

Anuncios

Ando numa dúvida cruel:  vejo sempre no youtube uma quantidade de meninas comentando de suas wig e weaves e me pergunto se ñ deveria usar uma “half wig”.  Wig, quer dizer peruca e uma “half” seria meia peruca já que você cobre a parte da frente do sintético com o teu cabelo natural.

Eu ñ queria um look com o cabelo até a cintura, nem nada. Seria realmente para mudar o visual, uma half wig com o cabelo enrrolado.Na verdade ando pensando demais nessa possibiliade pq sei q é um ótimo estilo protetor e tb, claro, ajudaria dar aquela mudada no visual de maneira rápida. Coloco a foto para vocês dos dois modelos q estou namorando de longe.

Se alguém já usou half wig, PER FAVORE comente, me dizendo a experência.

Faz algumas semanas li no blog que eu adoro um post sobre uma pesquisa cientifica realizada sobre cabelos e proteinas. O post realmente é mto informativo e confirma o que já pensava: cabelos quimicamente tratados precisam de produtos com mais proteinas. Como sei que nem todo mundo fala inglês resolvi fazer um pequeno resumo sobre a parte que considero mais importante.

No encontro anual de cosmetologia em 1995, apresentaram os resultados de uma pesquisa sobre a quantidade de perda de proteina ao lavar e pentear o cabelo. Como parte do estudo, os pesquisadores pentearam as amostras de cabelo dez vezes e entã0 mediram a quantidade de proteina perdida. Depois fizeram isso por outra dez vezes, mediram a proteina e assim sucessivamente até chegar a 100 “penteadas”. O resultado final demonstrou que a quantidade de perda de proteina está relacionada a quantas vezes que cabelo é penteado. 

Ainda que quase todo a pesquisa tenha sido realizada com cabelos “virgens” , os pesquisadores resolveram fazer o mesmo com cabelos quimicamente tratados. Como é de se esperar, nesse tipo de cabelo a perda de proteina é muito mais elevada. Uma das descobertas desse estudo foi que condicionadores que ajudam a proteger a cuticula capilar, em cabelo virgem, oferecem pouca proteçã0 ao cabelos quimicamente tratados. 

Para a relação lavagem do cabelo e perda de proteina, o estudo se realizou da seguinte maneira. Depois de lvado, o cabelo era penteado e então se contabilizava a quantidade de proteina perdida. O resultado demonstrou que o shampoo da marca B (no post ñ colocam que marca é)  oferecia melhor proteção contra perda de proteina que a marca A.

Por esses resultados científicos, fica mais que claro que cabelos quimicamente tratados, precisam de proteção refoerçada e especial. Por isso, assim como comentam algumas pessoas que sabem sobre cabelo é melhor sempre usar shampoo para cabelos danificados quando se tem o cabelo químicamente tratado, já que esse tipo de produto oferece o dobro ou o triplo de proteção e só assim, protegerá cabelos que ñ são virgens.

Outra das coisas que fica como alerta é sobre o estilo protetor e o dano que causa o excesso de pente no cabelo. Não estou dizendo que é para deixar de pentear o cabelo,mas o ideal seria fazer isso o mínimo possivel ao dia. Ngm precisa pentear o cabelo dez vezes!!! E fazendo um estilo protetor é mto mais fácil deixar de manipular o cabelo a cada dez minutos.

Uma das coisas que aprendi nessa tentativa de ter um cabelo saudável foi sobre a importância do estilo protetor (protective style em inglês). Do que se trata isso? Se repararmos, normalmente  o cabelo crespo com química  costuma chegar no máximo na altura do ombro. O que acontece é que como o cabelo crespo é muito fino e quando são químicamente tratados são mais finos e frágeis ainda, as pontas ao entrar em atrito com determinados tecidos e muita manipuação (pente, escova, as suas queridas mãozinhas, etc) quebram e impossibilitam que o cabelo passe dessa altura.

Pense bem, se você costuma relaxar o cabelo ou algo assim, cada dois meses você tem que retocá-lo, vc sente a raíz, ou seja teu cabelo está crescendo, porém, contudo, todavia as pontas estão quebrando. O que faz com que, o que crece sirva para substituir o que você perdeu 😦

Para evitar essas quebras, e se você quer ter um cabelo mais longo, é necessario usar um estilo protetor, que proteja teu cabelinho. Como já é de se esperar, mtas meninas de países de lingua inglesa utilizam o estilo protetor há mto tempo e como tudo na vida se transforma: há algumas que defendem o estilo protetor tradicional e outras não. Bom, o chamado tradicional seria aquelas que não usam nada com calor no cabelo: ou seja, chapinha, escova fora!!! Nesse caso você lava seu cabelo, deixa secá-lo naturalmente ou usa o secador na temperatura baixa e escolhe um estilo protetor de sua preferencia. As menos tradicionais,  são as que estão a favor do calorzinho no cabelo (eu me encaixo nesse caso).

Agora você me pergunta: mas que estilo eu posso fazer para proteger meu cabelo? Bom, tem vários e tudo depende do clima da tua região e do que mais se encaixa com você. O objetivo é usar algo que não permita o cabelo entrar em contato com a roupa e que você não o toque mto. Pode ser tranças, rabo-de-cavalo, uso de peruca (wig), extensão (weaves), boinas e até mesmo uma faixa para levantar o cabelo.

Atualmente eu estou pensando sériamente em comprar uma “wig”, mas normalmente eu vou no rabo-de-cavalo e a faixa, em um estilo igual que nessa foto( se alguem souber onde eu posso encontrar uma faixa como essa eu ficaria gratisisisisima). Durante o inverno, como faz um frio por aquí, eu vou na boina ou lenços para tampar o cabelo como as mulçumanas.

Se alguém tiver dicas sobre estilos protetores deixa um comentario por aqui!!!


Clique aqui e acompanhe os posts!!

Únete a otros 28 seguidores

Temas:

Eu participo!!

HAIRLISTA INC.
Follow on Bloglovin